Home Blog Page 2

Pandemia acelera processo de digitalização no campo religioso

Religião e Internet são temas do Fé em Debate On-line desta terça-feira (07.07), evento que contará com a participação do Prof. Dr. Carlos Eduardo Souza Aguiar, doutor em Sociologia pela Université Sorbonne Paris Cité, mestre em Ciências da Comunicação pela USP, especialista em Ciências da Religião pela PUC-SP e graduado em Filosofia pela FFLCH-USP e em Relações Públicas pela ECA-USP.

Para o professor Carlos há alguns pontos que seriam interessantes de serem abordados durante o Fé em Debate como a relação histórica entre comunicação e religião; o papel da técnica na experimentação do sagrado e a questão da legitimidade da experiência religiosa e da autoridade em contextos digitais, contudo, dado o atual momento pandêmico, é inevitável que a discussão gire em torno deste viés: “A pandemia acelerou um processo longo e constante de digitalização de todo o campo religioso, que acontece desde o início do fenômeno da Internet e atinge das religiões tradicionais aos novos movimentos religiosos. Com a pandemia, até as expressões mais resistentes às possibilidades dos novos meios tiveram que acelerar seu deslocamento para as redes para que pudessem continuar existindo em tempos de distanciamento social forçado”, explica.

O programa contará ainda com a presença do Prof. Me. Valter Luís de Avellar, graduado em Ciência da Computação e mestre em Ciências da Religião, ambos pela Universidade Católica de Pernambuco, e a mediação ficará por conta do Prof. Dr. Waldney Costa. O Fé em Debate começara às 19 horas e para participar dessa conversa basta acessar o Canal do Departamento de Ciências da Religião da UERN no YouTube.

“O que a pandemia fez foi multiplicar a quantidade de fenômenos e eventos religiosos na Internet”, Prof. Me. Valter Luís de Avellar

As formas virtuais da vida religiosa é o tema do Fé em Debate On-line desta terça-feira (07.07). O programa discutirá a virtualização das religiões antes e durante a pandemia do COVID-19 e para tanto contará com a presença do Prof. Me. Valter Luís de Avellar, graduado em Ciência da Computação e mestre em Ciências da Religião, ambos pela Universidade Católica de Pernambuco.

Com a pandemia, as reuniões religiosas (missas, celebrações, cultos…) têm sido transmitidas online e ao vivo pela internet para que os membros da religião não deixem de receber as mensagens religiosas. Desse modo, com os templos fechados, os fiéis estão acompanhando os cultos pela internet e plataformas digitais. Valter, no entanto, pondera que este não é um fenômeno novo: “Mesmo antes da pandemia, tudo isso já vinha acontecendo na área religiosa da Internet: as transmissões ao vivo, as vivências religiosas, as pesquisas, o proselitismo, o fundamentalismo, o pluralismo religioso. O que a pandemia fez foi multiplicar a quantidade de fenômenos e eventos religiosos na Internet”.

De acordo com o professor Valter está havendo um crescimento em todas as áreas, não só a religiosa: “A virtualização vai estar mais presente a partir desse evento pandêmico na política, educação, religião, no comércio. Na educação, os professores tiveram que criar conteúdos digitais para as disciplinas, para transmitirem os conhecimentos pela Internet. Entre essas disciplinas temos o Ensino Religioso”, explica.

Para o professor Valter as dificuldades de acesso, quer seja por conexão ou falta de intimidade com o digital, vão diminuir à medida que aumenta a necessidade do uso. Por fim, sinaliza para os benefícios do uso da internet na atualidade: “A internet aproxima quem está longe. Basta observar como ela tem sido fundamental para mantermos a saúde mental nesses tempos de pandemia”.

O Fé em Debate da próxima terça-feira contará ainda com a presença do Prof. Dr. Carlos Eduardo Souza Aguiar, doutor em Sociologia pela Université Sorbonne Paris Cité e a mediação ficará por conta do Prof. Dr. Waldney Costa. O programa começara às 19 horas e para participar dessa conversa basta acessar o Canal do Departamento de Ciências da Religião da UERN no YouTube.

Religião e Internet são temas do Fé em Debate

O Fé em Debate On-line desta terça-feira (07.07) terá como tema as formas virtuais da vida religiosa, momento no qual será discutido a virtualização das religiões antes e durante a pandemia do COVID-19. O programa contará com a presença do Prof. Me. Valter Luís de Avellar, graduado em Ciência da Computação e mestre em Ciências da Religião, ambos pela Universidade Católica de Pernambuco, e do Prof. Dr. Carlos Eduardo Souza Aguiar, Doutor em Sociologia pela Université Sorbonne Paris Cité. A mediação ficará por conta do Prof. Dr. Waldney Costa. O Fé em Debate começara às 19 horas e para participar dessa conversa basta acessar o Canal do Departamento de Ciências da Religião da UERN no YouTube.

Fé em Debate discute intolerância religiosa e racismo religioso

Religião, Raça e Identidade é o tema do próximo Fé em Debate on-line que acontece terça-feira (23.06), às 19 horas, com transmissão através do canal do Youtube do departamento de Ciências da Religião da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). Para debater o assunto o programa contará com a presença do Prof. Dr. Marcos Vinicius de Freitas Reis, doutor em Sociologia pela Universidade Federal de São Carlos e docente do Curso de Mestrado Acadêmico em História Social da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP).

Para o Prof. Marcos o debate da próxima terça-feira fortalecerá o entendimento sobre o que é que raça, o que é que identidade, o que é religião e como essas três categorias se relacionam entre si: “Será um momento para compreender as formas de religião, a religiosidade dos negros, a questão da intolerância religiosa e do racismo religioso”, explica.

Marcos pretende discorrer também sobre a sua experiência acadêmica em relação ao combate ao racismo e a intolerância religiosa: “Desde que nós chegamos aqui na universidade (UNIFASP) esse debate era pouco feito e com a criação do grupo de pesquisa nos costuramos um pouco essa relação da universidade com os terreiros e com as expressões negras. Então eu vou socializar um pouco nosso trabalho que no fundo no fundo tem como objetivo o combate ao preconceito, a discriminação, a defesa da laicidade e a defesa da tolerância religiosa”, aponta.

O Fé em Debate da próxima terça-feira contará ainda com a presença da Profa. Dra. Maria Luiza Igino Evaristo, graduada em História e doutora em Ciência da Religião ambas pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e a mediação ficará por conta do Prof. Dr. Genaro Camboim Lula.

Para participar dessa conversa basta acessar o Canal do Departamento de Ciências da Religião da UERN no YouTube.

“Por que copos negros incomodam? Por que a cultura negra incomoda?”, Maria Luiza Igino Evaristo

Prof. Dra. Maria Luiza Igino Evaristo é convidada do Fé em Debate Religião, Raça e Identidade, que acontece próxima terça-feira (23.06), às 19 horas. Graduada em História e doutora em Ciência da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Maria Luiza fala sobre a importância do debate: “Esse debate é extremamente importante, principalmente nesse momento que estamos vivenciando no país com manifestações a respeito da valorização da vida negra por conta de diversas mortes que não são de agora, são mortes que vem acontecendo desde que o primeiro negro foi colocado dentro desse país a gente vê que esse grupo tem sido sistematicamente atacado, discriminado, desvalorizado”, aponta.

Maria Luiza explica que o debate vai abranger a discussão da formação de uma identidade negra, e como a questão racial negra é elaborada e discutida de uma forma religiosa. Seu tom, coloca, será provocador: “Minha fala vai ser no sentido de provocar. Por que copos negros incomodam? Por que a cultura negra incomoda? E parte dessa cultura que incomoda está o fator religioso, que é algo muito intenso, é algo que nos constitui. É algo que é condicionante também para a nossa identidade”, analisa.

O Fé em Debate Religião, Raça e Identidade também contará com a presença do Prof. Dr. Marcos Vinicius de Freitas Reis, doutor em Sociologia pela Universidade Federal de São Carlos e a mediação ficará por conta do Prof. Dr. Genaro Camboim Lula. Para participar do debate basta acessar o Canal do Departamento de Ciências da Religião da UERN no YouTube.

Religião, Raça e Identidade é tema de próximo Fé em Debate

Acontece próxima terça-feira (23.06), às 19 horas, mais uma edição do Fé em Debate On-Line. O tema desta vez será Religião, Raça e Identidade e para debater esse assunto o programa contará com a presença do Prof. Dr. Marcos Vinicius de Freitas Reis, doutor em Sociologia pela Universidade Federal de São Carlos e da Profa. Dra. Maria Luiza Igino Evaristo, doutora em Ciência da Religião com ênfase em Ciência Social da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora. A mediação ficará por conta do Prof. Dr. Genaro Camboim Lula.
O Fé em Debate On-line será transmitido pelo canal de Ciências da Religião da UERN no YouTube e pode ser acessado clicando AQUI.

Conheça a Licenciatura em Ciências da Religião da UERN!

O Prof. Dr. Waldney Costa, coordenador da Licenciatura em Ciências da Religião da UERN disponibiliza apresentação do curso ideal para quem está ingressando, mas igualmente interessante para o público em geral.

Trata-se de um panorama do curso, com dicas sobre disciplinas e algumas informações que podem ser úteis na decisão de quais disciplinas cursar.

A licenciatura em Ciências da Religião da UERN surgiu para atender a demanda de profissionalização de professores de ensino religioso no Rio Grande do Norte. Ciências da Religião é a forma mais usada no Brasil para nomear a área das Ciências Humanas que se concentra na análise das religiões.

Profissionais que atuam nesse campo buscam refletir sobre religião de maneira mais independente das obrigações internas de cada confissão de fé e, para isso, levam em consideração a contribuição de diferentes áreas (antropologia, filosofia, história, psicologia, entre outras), ao mesmo tempo em que aventam uma abordagem moderadamente integral e comparada.

Para assistir a apresentação completa basta clicar AQUI.

“Toda pandemia gera processos de perdas, e essas perdas vão impactar diretamente nos processos de luto”, João Bosco Filho

Entrevista: Susana Barros do Hierofanews

Pandemias e Processos de Luto” é o tema da próxima Live do Fé em Debate on-line, que acontecerá na próxima terça-feira (09.06), às 19 horas. Para debater o assunto, o programa contará com a presença do professor João Bosco Filho, doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), e mestre em Enfermagem com área de concentração em Saúde Pública, pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). A discussão do Fé em Debate girará em torno da contextualização das pandemias e dos processos de luto percebidos nesses cenários. De acordo com Bosco, será feita uma reflexão sobre quais as formas de luto que são vivenciados nas pandemias, partindo de exemplos como a gripe espanhola até chegar a COVID-19, marcada pela ruptura dos rituais funerários:  Geralmente as pessoas acabam não tendo a oportunidade de viver os lutos de um modo natural, como o luto se caracteriza, e há a possibilidade da vivência, inclusive, de luto prolongados”, explica.

Bosco, atualmente professor do Curso de Ciências da Religião da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), coloca que, para o próximo Fé em Debate, trará não somente temas atuais que ajudarão a compreender o contexto da pandemia, mas estratégias que possam atentar para a saúde mental: “A partir do momento que a gente compreende e acolhe os processos de lutos que são vivenciados nesse cenário, a gente consegue não só ter um pouco mais de conhecimento, mas também a possibilidade de manter, da melhor forma possível, a nossa saúde mental”, analisa.

O Fé em Debate “Pandemias e Processos de Luto” contará ainda com a presença de Diego Fontes de Souza Tavares, doutorando em Ciências das Religiões pelo Programa de Pós-graduação em Ciências das Religiões da UFPB e a mediação ficará por conta do Prof. Dr. Genaro Camboim Lula, doutor em Antropologia no Programa de Pós-Graduação em Antropologia – PPGA da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE.

Para participar dessa conversa basta acessar o Canal do Departamento de Ciências da Religião da UERN no YouTube

“Assim como a morte é um estágio natural, as pandemias também o são”, afirma Diego Fontes da III edição do Fé em Debate Live

Diego Fontes é pesquisador e professor de ensino religioso na rede básica do Rio Grande do Norte. Ele tem formação acadêmica iniciada com licenciatura em Ciências da Religião pela UERN, bacharelado em História pela UFRN, mestrado em Ciências das Religiões pela Universidade Federal da Paraíba.  Atualmente, Fontes é doutorando em Ciências das religiões pela UFPB. Entre os principais temas de pesquisa estão: fenomenologia da religião, sociologia do conhecimento e da religião, judaísmo, catolicismo oitocentista brasileiro, morte e cemitérios.

Sobre os temas que vamos debater, a nossa equipe conversou com o professor. Acompanhe um pouco desta conversa:

HIEROFANEWS – O que lhe motivou a pesquisar sobre a morte e rituais fúnebres?

Confesso que não foi bem uma escolha a seleção da temática da morte, embora dela tenha posteriormente me afeiçoado e aprendido sobre a sua importância.

O tema me chegou por sugestão do prof. Rodson Nascimento, como possível pesquisa para produzir a monografia de conclusão do curso de Ciências da Religião. Com o desenvolvimento da pesquisa, pude aprender sobre a necessidade de estudar a morte como um fenômeno humano e, assim, natural, rompendo com juízos e preconceitos que nos são impostos desde sempre a esse estágio de nossa vida.

HIEROFANEWS – No cenário de pandemia que estamos atravessando, como você acredita que suas pesquisas podem ajudar a sociedade?

No entanto, não podemos evitar e nem fugir daquele primeiro, o que pode ser diferente nesse segundo.

As doenças são fatores naturais e que se multiplicam devido ao mundo capitalista, com grande exploração do meio ambiente por um desenvolvimento insustentável e crescimento desordenado das cidades. No entanto, podemos aprender tanto com o passado para ver como outras pandemias já agiram, reconhecendo onde pecamos e o que poderia ter sido feito para remediá-la e freá-la.

As pesquisas mostram que investir em infraestrutura sanitária e hospitalar, bem como na educação para desenvolvimento da ciência e conhecimento são fatores essenciais para combatê-las.

Terceira edição do Fé em Debate on-line discutirá a relação entre pandemias e os processos de luto

“Pandemias e Processos de Luto” é o tema da terceira Live do Fé em Debate on-line, que acontecerá na próxima terça-feira (09.06), às 19 horas. Para debater o assunto, contaremos com a presença do Prof. João Bosco Filho, doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), e de Diego Fontes de Souza Tavares, doutorando em Ciências das Religiões pelo Programa de Pós-graduação em Ciências das Religiões da UFPB. A mediação ficará por conta do Prof. Dr. Genaro Camboim Lula, doutor em Antropologia no Programa de Pós-Graduação em Antropologia – PPGA da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE.

Para participar dessa conversa basta acessar o Canal do Departamento de Ciências da Religião da UERN no YouTube, através do link:

https://www.youtube.com/watch?v=x0CcWEPEDWA

Aproveite a oportunidade para também se inscrever no Canal do curso e acompanhar todas as nossas novidades!