DISTÂNCIA ENTRE CARGOS E SALÁRIOS DE HOMENS E MULHERES: INFLUÊNCIA DO GÊNERO NO MERCADO DE TRABALHO DO TURISMO

  • Carlos Eduardo Silveira
  • Juliana Medaglia

Resumo

Resumo: A atividade turística é vista na bibliografia, especialmente, com foco econômico, como geradora de empregos e voltada ao uso de mão-de-obra feminina. Entretanto, estudos em diversos países, apontam que ainda persiste uma distância entre homens e mulheres, especialmente no que diz respeito a salários. Em um levantamento recente realizado no Brasil com egressos de cursos superiores de turismo, percebeu-se que para além das diferenças salariais, as posições ocupadas por homens e mulheres dão indícios de distinção, pendendo favoravelmente aos homens. Esta realidade inclui o setor público, o que surpreende uma vez que nas políticas públicas é prevista a equidade entre gêneros. O estudo que segue trata da questão de gênero no mercado de trabalho em turismo, buscando identificar questões culturais que afetam a aplicabilidade das políticas de igualdade de gênero. Os levantamentos teóricos incluem publicações internacionais recentes acerca do tema, bem como relatórios da Organização Internacional do Trabalho e do Fórum Econômico Mundial, comparando-os a dados primários que tratam do mercado de trabalho em turismo no Brasil. Os principais resultados apontam uma reprodução no turismo da lógica laboral de disparidade salarial entre gêneros como reflexo dos cargos ocupados nas organizações, públicas ou privadas, de forma distinta por homens e mulheres. As conclusões preliminares indicam que a adequação legal do mercado de trabalho esbarra em questões arraigadas na cultura que demonstram a hegemonia do mundo masculino do trabalho.

 

Palavras-chave: gênero; mercado de trabalho; turismo.  

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-10-26