O TOM DA MODERNIDADE NAS CRÔNICAS DE PERY LAMARTINE: A NATAL DE ONTEM

COORDENADORA:
Profa. Dra. Izabel Cristina da Costa Bezerra Oliveira 

RESUMO DO PROJETO

O projeto em pauta objetiva fazer um estudo sobre a modernidade em obras literárias produzidas por Pery Lamartine nas últimas décadas do Século XX e outras da primeira década do Século atual expressas no gênero prosa. No contexto histórico nacional, a década de 1920 caracteriza-se como um período de grande inquietação no tocante as várias mudanças nos segmentos sociais. No cenário das artes, as atividades culturais propõem uma discussão sobre as transformações políticas e econômicas que o país enfrenta. Em consonância com esse clima de inquietação que acometia o Brasil, os escritores e intelectuais da época refletiram sobre as mudanças sociais e, sobretudo, as inovações no campo literário. Nesse sentido, afirma o crítico Antônio Cândido (1976): “A Semana de Arte Moderna (São Paulo, 1922) foi realmente o catalisador da nova literatura, coordenando, graças ao seu dinamismo e à ousadia de alguns protagonistas, as tendências mais vivas e capazes de renovação, na poesia, no ensaio, na música, nas artes plásticas”. A problemática político-social também foi expressiva nos anos 1920 no Estado do Rio Grande do Norte, mais precisamente, a cidade do Natal, acometida por várias mudanças na vida política e cultural, segundo Araújo (1995). Todavia, as discussões em torno do Modernismo no Estado começam a surgir com a notícia do afastamento de Graça Aranha da Academia Brasileira de Letras e essa novidade foi relatada por Luís da Câmara Cascudo, tornando-se, desde então, o mais importante escritor norte-rio-grandense a divulgar as ideias modernistas no Estado. É dentro desse processo de várias transformações nos campos social e literário que essa pesquisa pretende fazer uma leitura das crônicas de Pery Lamartine, tendo como perspectiva de estudo a análise dos problemas tematizados pelo escritor à luz dos elementos tradicional/moderno e regional/urbano em duas épocas distintas de nossa literatura.

PALAVRA-CHAVE
Literatura, Crônica, Tradição, Regionalismo, Modernidade

OBJETIVO GERAL

Propiciar uma leitura da produção de crônicas literárias em momentos distintos da literatura potiguar: as décadas de 1920 e as primeiras décadas do Século XXI, analisando os textos de Pery Lamartine, considerando os elementos da modernidade presentes nas obras.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Analisar a receptividade da crítica pelo conjunto de obras do autor em estudo.

• Realizar análise literária da produção de crônicas de Pery Lamartine, nas primeiras décadas do Século atual, buscando os elementos representativos da tradição e identificando as relações entre o tradicional/moderno, e o rural/urbano no discurso literário.